Vamos colorir as flores

Dentro de um contexto apropriado, se essa exclamação soasse de forma categórica, as crianças das séries iniciais se envolveriam espontaneamente em uma bela discussão científica

Adaptação web Caroline Svitras

 

Diante da afirmação “as flores bebem água”, se incentivadas a pensar, algumas poderiam ficar perplexas, enquanto outras concordariam de imediato, ao lembrar que as flores sempre são colocadas em vasos com água, mesmo sem saber por quê. Já as mais descrentes diriam que isso é impossível, principalmente, porque as flores não têm boca!

 

Estabelecido esse clima de debate, para elucidar a questão, não há nada melhor que a realização de uma experiência capaz de minimizar a curiosidade infantil, desmitificar algumas indagações pertinentes e, assim, fazer a turminha confirmar que as flores realmente precisam de água, não para matar a sede, mas para transportar os nutrientes necessários ao seu desenvolvimento e manutenção.

 

Depois, já no desenrolar da experiência, explique que na natureza esse processo começa a partir das raízes que extraem a água e os nutrientes do solo e, então, prossegue graças aos vasos condutores, que interligam as demais partes das plantas, incluindo as folhas. Parece complicado, mas, com a prática, a assimilação da teoria ficará fácil.

 

 

 

 

Adaptação do texto “As flores bebem água!”

Fotos: Revista Guia Prático do Professor – Ensino Fundamental Ed. 112