Diversão com as 4 operações básicas

A dica que segue é ideal para proporcionar momentos de descontração e alegria para a criançada que, dessa forma, ainda poderá aprender a gostar de Matemática

Foto: Marisa Miyagui  | Adaptação web Caroline Svitras

 

Além de servir de base para qualquer problema matemático, as quatro operações básicas também podem se tornar divertidas quando empregadas de forma descontraída em jogos lúdicos. Por isso, que tal propor aos alunos a elaboração de um baralho matemático?

 

Como os passos que seguem são simples de serem executados por eles, caberá a você somente formular as operações com enfoque no conteúdo que vem sendo repassado à sua turminha, tanto para estimular a assimilação da disciplina quanto mostrar que a Matemática também pode ser motivo de entretenimento!

 

 

Para desenvolver a atividade

• Após preparar o jogo, ideal para até quatro participantes, coloque as 24 cartas correspondentes aos resultados, todas viradas para baixo, em um monte.

• Em seguida, divida as outras 24 cartas com operações entre os jogadores.

• Feito isso, explique que, a cada jogada, um aluno tira uma carta do monte para, então, verificar se ela é capaz ou não de dar uma resolução para as operações que tem em mãos.

a) Se for, ele forma um par de cartas, ganha um ponto e anota tanto ele quanto a operação junto ao resultado na ficha de conferência, para posterior confirmação (se, por exemplo, o aluno tirar a carta com o resultado 8 e formar um conjunto com a carta 11 – 4, como o resultado está errado, ele perderá um ponto na contagem final).

b) Caso contrário, ele recoloca a carta com o resultado para baixo, ao lado do primeiro monte, na intenção de formar um segundo e, então, passa a vez para o coleguinha.

• Note apenas que as 24 operações deverão ter resultados diferenciados. Além disso, para garantir um jogo novo e estimulante, é necessário elaborar mais que um baralho, pois assim dá para variar a atividade com a simples troca das cartas que, por sua vez, podem ter as quatro operações misturadas.

•Se a criançada se empolgar com o jogo, aproveite e proponha uma disputa entre duplas.

 

 

Revista Guia Prático do Professor – Ensino Fundamental Ed. 120