Mostre as regiões do Brasil aos pequenos

O Brasil tem 26 estados e um Distrito Federal – onde fica Brasília, a capital do nosso país – que, de acordo com características naturais, são agrupados em regiões

Da Redação | Foto: Arquivo 2d | Adaptação web Caroline Svitras

Oficialmente, essas regiões são demarcadas pelos limites dos próprios estados que a formam. Dessa maneira, não há nenhum deles que se espalhe por duas regiões. Além desse aspecto, há outros que explicam o maior ou menor desenvolvimento de certos Estados. Na Região Sul, por exemplo, devido às condições climáticas, a maioria dos Estados atraiu várias correntes de imigração. Portanto, são essas características que devem ser apresentadas aos alunos para que eles comecem a conhecer um pouco mais do nosso país, de acordo com o próprio lugar de origem ou a partir do local em que vivem. Para tanto, basta dispor mapas e atlas para que as crianças façam a visualização do Brasil, de seus Estados e regiões como um todo e, então, iniciem as primeiras comparações, que devem ser fundamentadas em pesquisas.

 

Região Norte – Reúne os Estados do Acre, Amazonas, Roraima, Rondônia, Pará, Amapá e Tocantins. Tem um território de 3.851.560 km² (45,2% do território nacional) e uma população pouco superior a 14 milhões de habitantes – o que faz dela a região com menor densidade demográfica. Seu clima predominante é o tropical úmido, enquanto a característica mais marcante é a Floresta Amazônica, que apresenta algumas áreas de transição e os outros tipos de vegetações em regiões adjacentes.

Região Nordeste – Congrega os Estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia. Possui um território de 1.556.001 km² (18,2% do território nacional). Sua população é pouco superior a 50 milhões de habitantes. A região em si se subdivide em quatro outras sub-regiões, conforme características climáticas e de urbanização.

 

Região Centro-Oeste – Compõe-se pelos Estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e pelo Distrito Federal. Tem um território de 1.604.852 km² (18,9% do território nacional). Sua população é de cerca de 12 milhões de habitantes. Rica em diversidades naturais, nela se encontra o Cerrado, o Pantanal e a floresta Amazônica – domínios que se destacam por serem considerados patrimônios naturais do Brasil. Quanto à localização, essa parte do Brasil se limita com todas as outras regiões, além de fazer fronteira com o Paraguai e a Bolívia.

 

Região Sudeste – Engloba os Estados de Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo. Tem um território de 927.286 km² (10,6% do território nacional). Sua população é de cerca de 77 milhões de habitantes. Bastante industrializada, responde por pouco mais da metade do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Seu relevo é caracterizado pela grande quantidade de cadeias montanhosas e serras, que influi no clima.

 

Região Sul – Abrange os Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Tem um território de 575.316 km² (6,8% do território nacional) e sua população é de mais de 26 milhões de habitantes. O clima predominante é o subtropical – exceto no norte do Estado do Paraná, onde se destaca o tropical – que, devido às grandes variações, já registrou as temperaturas mais baixas do Brasil no inverno.

 

Controvérsias sobre o Tocantins

A área correspondente ao Estado, atual integrante da Região Norte, por ter sido originária do desmembrado de Goiás, que fica no Centro-Oeste, foi a última alteração na delimitação das regiões brasileiras. Embora essa decisão tenha sido tomada oficialmente em 1988, a modificação é discutida até hoje, visto que as características do Tocantins se assemelham muito mais com as da Região Centro-Oeste do que com as dos outros Estados da Região Norte, exceto pela vegetação ao norte, na qual se destaca a floresta amazônica

 

Para ler mais garanta o Guia Prático do Professor – Ensino Fundamental clicando aqui!

Guia Prático do Professor – Ensino Fundamental Ed. 149