Especialista orienta o que fazer diante de alunos tímidos

Talvez você não saiba, mas em grau moderado, todos os seres humanos são, em algum momento de suas vidas, afetados pela timidez que, por sua vez, funciona como uma espécie de reguladora social e inibidora de excessos. A seguir, especialista orienta o que fazer diante de alunos tímidos. Confira!

Especialista orienta o que fazer diante de alunos tímidos

Da mesma forma que crianças nascem com predisposição para se tornarem hiperativas ou tranquilas, também há aquelas que veem ao mundo com tendência à timidez. Portanto, tal aspecto comportamental deve ser visto como um traço do temperamento infantil, que aparece cedo na vida dos pequenos seres e, a partir daí, pode ou não determinar o posterior desenvolvimento da personalidade, da emotividade e da conduta social deles. Porém, no que se refere à escola, depois de detectar um aluno tímido, ainda cabe ao professor propiciar um melhor desenvolvimento a ele. Mas como sabemos que a tarefa é um pouco difícil, entrevistamos a psicóloga Daniele Vanzan, que deu dicas preciosas para o docente enfrentar, de modo adequado, esse problema bastante comum e que se manifesta de maneira visível em sala de aula.

O que é timidez?

A timidez pode ser descrita como o desconforto e a inibição que se faz presente em situações de interação social. Conforme sua intensidade, ela interfere na socialização do sujeito e na realização de tarefas, o que pode trazer prejuízos ao dia a dia dele.

Como detectar uma criança tímida em sala de aula?

O professor pode detectá-la ao notar um aluno que tende a olhar para baixo, que não consegue encarar nem a ele nem aos demais colegas de classe, ou quando uma criança se isola e se retrai, tanto para se manter despercebida pelos demais quanto evitar situações de exposição. No entanto, também há alunos que aparentam certa antipatia ou soberba, mas que podem, no fundo, serem altamente tímidos, devido às dificuldades de socialização que costumam apresentar.

Além do rubor na face, quais outros sinais físicos da timidez?

Gagueira ou constrangimento ao falar, tremedeira, sudorese excessiva, dificuldade de olhar diretamente nos olhos dos outros, além de postura física de encolhimento ou introversão, com cabeça baixa, ombros curvados para frente, cabelo no rosto etc.

Se a timidez tende a minimizar a participação da criança em atividades escolares, ela também atrapalha o processo ensino-aprendizagem? Há como contornar essa situação?

Certamente, já que a criança tímida tende a não tirar suas dúvidas com os professores. Para contornar esta situação, o docente deve manter sua atenção redobrada em relação a ela, no sentido de acompanhar seu aprendizado mais de perto, checar constantemente se tem dúvidas e se está seguindo a matéria dada até aquele momento.

Especialista orienta o que fazer diante de alunos tímidos

O que o professor pode fazer para levar o aluno tímido à interação espontânea com os demais coleguinhas?

Entre outras opções, é possível estimular a formação de duplas de estudos ou propor a elaboração de trabalhos em grupos. Mas, nesse caso, ainda é importante evitar agrupamentos grandes, na tentativa de ajudar a criança tímida a criar intimidade e bem-estar com pelo menos um colega e, a partir dele, começar a ampliar seu círculo social. Outra situação que pode ajudar o aluno tímido é o professor incumbir um discente sociável e prestativo a acompanhá-lo mais de perto, auxiliando-o, por exemplo, na elaboração de exercícios ou no horário do intervalo. Além disso, jogos de cooperação ou gincanas também podem ajudar a criança tímida a se enturmar com os demais amigos de classe.

A timidez pode se manifestar somente em momentos específicos? Quais?

Sim. Ela pode se manifestar, por exemplo, no início das aulas, ou seja, até o aluno tímido se adaptar aos colegas, aos professores e à rotina escolar; ou diante de figuras que representam a autoridade escolar, como o diretor, o professor etc. Há também casos em que a timidez se dá frente a alunos que detenham a liderança ou exerçam influência sobre os demais colegas. Porém, entre essas e outras situações, comumente ela é disparada durante a exposição exigida em apresentações de trabalhos, peças de teatro, exame oral etc.

Caso o professor perceba que a timidez causa sofrimento no aluno, a quem ele deve recorrer para ajudá-lo?

Ele pode procurar o orientador educacional, o psicólogo ou o pedagogo escolar para que possam convocar a criança para uma conversa e, quando necessário, seus responsáveis. Tais profissionais também devem orientar o professor no sentido de ajudar o aluno tímido a superar seu sofrimento e acompanhar junto a ele todo o processo que envolve a criança.

A timidez infantil pode ser herdada da própria família? Nesse caso, como fazer o aluno superar essa situação se os pais são seu primeiro modelo de comunicação e sociabilidade?

Pode sim. Mas são poucos os casos nos quais a timidez é realmente herdada. Além disso, pesquisas já apontaram que aproximadamente 15% das crianças que herdam a timidez, apresentando-a nos seus primeiros anos de vida, posteriormente, modificam seu comportamento. Logo, a base genética pode favorecer uma predisposição, mas o que determinará a manutenção e o desenvolvimento da timidez são experiências de aprendizagem. Assim sendo, no caso de pais tímidos, é importante que eles se esforcem no sentido de estimular a socialização de seus filhos para que possam aprender e desenvolver suas próprias habilidades.

* Agradecimentos à Daniele Vanzan, graduada em Psicologia pela Universidade Gama Filho desde 2001.

Revista Guia Prático do Professor – Ensino Fundamental I – Ed. 150

Especialista-orienta-o-que-fazer-diante-de-alunos-tímidos