Adesivos personalizados

A divertida mania dos adesivos toma proporções autorais quando os alunos fazem seus próprios desenhos para colar

Por Faoze Chibli | Foto Ricardo Alcará | Adaptação web Isis Fonseca

Figurinhas

A professora Isabella relata que seus alunos do Ensino Fundamental I sempre gostaram muito de colar e trocar seus adesivos, principalmente aqueles que vêm na primeira página dos cadernos escolares.

Assim, ela propôs como atividade o desenvolvimento de adesivos personalizados, com desenhos feitos pelos próprios alunos. Apesar de ser possível utilizar figuras prontas para a produção de adesivos, a professora optou por agregar a essa atividade o exercício do desenho.

Na escola, já havia locais pré-determinados onde os alunos podiam colar, além de seus objetos pessoais, ou até mesmo nas roupas, como uma das turmas gostava de fazer. Se não houver essa possibilidade, é preciso instruir os estudantes a não colarem seus adesivos nas paredes ou armários da escola, por exemplo.

Materiais da atividade

  • Sulfite;
  • Papel contact transparente;
  • Canetinhas;
  • Lápis de cor e tesoura.

Passo a Passo

1- A professora fez uma demonstração da confecção de um sticker: desenho, recorte do desenho (bem rente ao seu contorno), colagem no papel contact, recorte do papel e colagem do adesivo.

2- Após a distribuição do papel sulfite em pedaços de 10×10 cm, os alunos foram instruídos a criar seus desenhos e fazer o contorno com canetinha.

3- Recorte do desenho: respeitando o contorno, o corte tem que ser bem preciso, pois isso vai interferir diretamente na qualidade do produto final.

4- Distribuição de pedaços de 10×10 cm de papel contact. É hora de transferir o desenho e a maioria dos alunos fez mais de um adesivo. Este é um momento que exige atenção, pois um erro na transferência pode exigir que todo o processo seja iniciado novamente.

5- Recorte do papel contact: deixando 1 cm de borda para além do desenho, será possível a fixação do adesivo com um bom acabamento final. Cada aluno decidiu ficar com seus próprios adesivos e colar em vários lugares. Mas também é possível, no final, permitir que eles negociem trocas.

Confira mais atividades garantindo sua Revista Ensino Fundamental – Arte Educa!

Adaptado de Revista Arte Educa – Ensino Fundamental Ed. 09